Crie e anexe discos de armazenamento em bloco adicionais para suas instâncias Lightsail baseadas em Linux

Data da última atualização: 14 de novembro de 2017

Você pode criar e anexar discos de armazenamento em bloco adicionais às suas instâncias Lightsail. Depois de criar discos adicionais, você precisa se conectar à sua instância Lightsail baseada em Linux/Unix e formatar e montar o disco.

Este tópico mostra como criar um disco e anexá-lo usando o Lightsail. Ele também descreve como se conectar à sua instância baseada em Linux/Unix usando o SSH, de modo que você pode formatar e montar seu disco anexado.

Se você tiver uma instância baseada no Windows Server, consulte este tópico: Criar e anexar discos de armazenamento em bloco à sua instância do Windows Server no Amazon Lightsail.

Etapa 1: Crie um disco e anexe-o à sua instância

  1. Na página inicial do Lightsail, selecione Armazenamento.

  2. Selecione Criar disco.

  3. Escolha a região e zona de disponibilidade da AWS de localização da sua instância Lightsail.

  4. Escolha um tamanho.

  5. Insira um nome para o disco.

  6. Escolha uma das opções a seguir para adicionar tags ao disco:

    • Add key-only tags (Adicionar tags somente de chave) ou Edit key-only tags (Editar tags somente de chave) (se as tags já foram adicionadas). Insira a nova tag na caixa de texto de chave da tag e pressione Enter. Escolha Save (Salvar) ao terminar de inserir as tags ou selecione Cancel (Cancelar) para não adicioná-las.

      Tags somente de chave no console do Lightsail.
    • Create a key-value tag (Criar uma tag de chave-valor), insira uma chave na caixa de texto Key (Chave) e adicione um valor na caixa de texto Value (Valor). Escolha Save (Salvar) ao terminar de inserir a tag ou selecione Cancel (Cancelar) para não adicioná-la.

      Tags de chave-valor só podem ser adicionadas uma por vez. Para adicionar mais de uma tag de chave-valor, repita as etapas anteriores.

      Tags de chave-valor no console do Lightsail.

    Nota

    Para obter mais informações sobre tags somente de chave ou chave-valor, consulte Tags no Amazon Lightsail.

  7. Selecione Criar disco.

    Após alguns segundos, o disco é criado, e você é encaminhado para a nova página de gerenciamento do disco.

  8. Escolha sua instância na lista e selecione Anexar para anexar o novo disco à sua instância.

    Como escolher sua instância na lista suspensa e anexar o disco à instância

Etapa 2: Conecte-se à sua instância para formatar e montar o disco

  1. Depois de criar e anexar o disco, volte para a página de gerenciamento da instância no Lightsail.

    A guia Conectar-se é exibida por padrão.

    A guia Connect da página de gerenciamento da instância
  2. Escolha Conectar usando SSH para se conectar à sua instância.

  3. Digite o seguinte:

    lsblk

    O resultado deverá ser parecido com o que segue.

    NAME MAJ:MIN RM SIZE RO TYPE MOUNTPOINT
    xvda 202:0 0 80G 0 disk
    └─xvda1 202:1 0 80G 0 part /
    xvdf 202:80 0 64G 0 disk

    O resultado de lsblk remove o prefixo /dev/ dos caminhos do disco.

  4. Determine se é necessário criar um sistema de arquivos no disco. Os novos discos são dispositivos de blocos brutos, e você deve criar um sistema de arquivos neles antes de montá-los e usá-los. É possível que os discos restaurados de snapshots já tenham um sistema de arquivos. Se você criar um sistema de arquivos sobre outro, a operação substituirá seus dados. Use o comando a seguir para indicar informações especiais, como o tipo de sistema de arquivos.

    sudo file -s /dev/xvdf

    Você deverá ver algo semelhante ao resultado a seguir em um novo disco.

    /dev/xvdf: data

    Se o resultado for parecido com o que segue, isso significa que seu disco já tem um sistema de arquivos.

    /dev/xvda1: Linux rev 1.0 ext4 filesystem data, UUID=1701d228-e1bd-4094-a14c-12345EXAMPLE (needs journal recovery) (extents) (large files) (huge files)
  5. Use o comando a seguir para criar um sistema de arquivos ext4 no disco. Substitua o nome do dispositivo (como /dev/xvdf) por device_name. Dependendo dos requisitos do seu aplicativo ou das limitações do seu sistema operacional, você poderá escolher um tipo diferente de sistema de arquivos, como ext3 ou XFS.

    Importante

    Essa etapa pressupõe que você esteja montando um disco vazio. Se você estiver montando um disco que já tenha dados (por exemplo, que tenha sido restaurado de um snapshot), não use mkfs antes de montá-lo. Em vez disso, pule para a etapa 6 deste procedimento e crie um ponto de montagem. Caso contrário, você formatará o disco e excluirá os dados existentes.

    sudo mkfs -t ext4 device_name

    O resultado deverá ser parecido com o que segue.

    mke2fs 1.42.9 (4-Feb-2014)
    Filesystem label=
    OS type: Linux
    Block size=4096 (log=2)
    Fragment size=4096 (log=2)
    Stride=0 blocks, Stripe width=0 blocks
    4194304 inodes, 16777216 blocks
    838860 blocks (5.00%) reserved for the super user
    First data block=0
    Maximum filesystem blocks=4294967296
    512 block groups
    32768 blocks per group, 32768 fragments per group
    8192 inodes per group
    Superblock backups stored on blocks:
    32768, 98304, 163840, 229376, 294912, 819200, 884736, 1605632, 2654208,
    4096000, 7962624, 11239424
    
    Allocating group tables: done
    Writing inode tables: done
    Creating journal (32768 blocks): done
    Writing superblocks and filesystem accounting information: done
  6. Use o comando a seguir para criar um diretório de ponto de montagem para o disco. O ponto de montagem é o local onde o disco está localizado na árvore do sistema de arquivos e onde você lê e grava os arquivos depois de montar o disco. Substitua um local por mount_point, como /data.

    sudo mkdir mount_point
  7. Confirme se o disco agora tem um sistema de arquivos digitando o comando a seguir.

    sudo file -s /dev/xvdf

    Em vez de /dev/xvdf: data, você verá algo semelhante ao resultado a seguir.

    /dev/xvdf: Linux rev 1.0 ext4 filesystem data, UUID=0ee83fdf-e370-442e-ae38-12345EXAMPLE (extents) (large files) (huge files)
  8. Por fim, montar o disco digitando o comando a seguir.

    sudo mount device_name mount_point

    Revise as permissões de arquivo da montagem do seu novo disco para garantir que os usuários e aplicativos possam gravar no disco. Para obter mais informações sobre as permissões do arquivo, consulte Disponibilização de um volume do Amazon EBS para uso no Guia do usuário do Amazon EC2.

Etapa 3: Monte o disco sempre que você reiniciar sua instância

Você talvez queira montar esse disco sempre que reiniciar a instância Lightsail. Se esse não for o seu caso, esta etapa é opcional.

  1. Para montar esse disco em cada reinicialização do sistema, adicione uma entrada para o dispositivo ao arquivo /etc/fstab.

    Crie um backup de seu arquivo /etc/fstab para usar se você destruí-lo ou excluí-lo acidentalmente durante a edição.

    sudo cp /etc/fstab /etc/fstab.orig
  2. Abra o arquivo /etc/fstab usando um editor de texto, como vim.

    Digite sudo antes de abrir o arquivo para que você possa salvar as alterações.

  3. Adicione uma linha ao final do arquivo para seu disco usando o formato a seguir.

    device_name mount_point file_system_type fs_mntops fs_freq fs_passno

    Por exemplo, sua nova linha pode ser algo semelhante ao que segue.

    /dev/xvdf /data ext4 defaults, nofail 0 2
  4. Salve o arquivo e saia do seu editor de texto.